Comidinhas/ Receitas

Batatas Douradas no forno

As verdadeiras batatas douradas têm sabor de uma infância muito portuguesa: ficavam quase 2 horas no forno azul de Dona Emília, regadas com bastante azeite. A versão clássica também ganhava nacos de cebola que – no calor do forno e lambuzadas de azeite – caramelizavam e chegavam a desmanchar em toda sua glória: meio dourada, meio queimadinha.

Só de lembrar da casca crocante e do interior macio fico com saudade – e nunca consegui reproduzir aquele sabor. Talvez fosse o forno, antigo, desregulado. A tecnologia de hoje em dia tirou o charme da comida das nossas avós.

Quem sabe um dia, quando eu me tornar avó, consiga fazer as batatas da Dona Emília. Quem sabe um dia, também terei que enxotar filhos, netos e bisnetos da cozinha, abrindo furtivamente o forno para apanhar batatinhas antes da hora.

– Fora, menina, ou não sobra p´ros outros! – e sorria olhando para o lado, disfarçando o contentamento, enquanto voltava para a sala para acompanhar Silvio Santos aos domingos.

Sumi com a cebola e usei alho e alecrim. Ficaram boas, mas um dia, assim como Proust com suas madeleines, quero alcançar o nirvana das batatas portuguesas.

Batatas Douradas no forno

Print Recipe
Serves: 6 Cooking Time: 2 horas

Ingredients

  • 1 kg de batatas
  • 1 cabeça de alho
  • 2 ramos grandes de alecrim
  • sal a gosto
  • Azeite de oliva extra virgem

Instructions

1

Pré aqueça o forno a 180 graus.

2

Lave bem as batatas em água corrente: com a ajuda de uma escovinha, esfregue bem a casca para remover sujeira. Corte cada batata em 4.

3

Amasse levemente cada dente de alho.

4

Prepare a assadeira: regue generosamente (REAL) com azeite e coloque as batatas, alhos amassados, alecrim e sal. Misture os ingredientes - se precisar, regue com mais azeite.

5

Asse por uns 40 minutos mais ou menos - ou até que as batatas estejam cozidas e super douradas.

6

Não sirva imediatamente: deixe que elas descansem no forno pelo menos 20 minutos.

 

Dona Emília. Foi a melhor amiga da minha avó Rosa, as duas portuguesas. Muitos almoços de domingo eram na casa dela, e as batatas douradas eram de praxe. Fã de Silvio Santos, não perdeu um sorteio da Tele Sena até ganhar meio milhão. Dividiu o prêmio, foi passear em Portugal e voltou carregando um porco (quase) inteiro, carnes curadas e embutidos. Fez um cozido que entrou para a história como a maior concentração de presuntos, linguiças, porco e batatas da minha vida. Amar é compartilhar. ♥

Você também irá gostar de ler:

1 comentário

  • Reply
    Jorge
    03/06/2017 at 5:58 pm

    Gente, que derrubação de forninho!
    Estou amando seu blog. Pena não ter o conhecido antes.
    Sobre essa receita, posso colocar um pouco de pimenta preta moída?
    (amo o aroma da pimenta moída e do saborzinho dela na comida)

  • Deixe um comentário